UM BRINDE À AMIZADE

Um brinde a nós por a suportarmos quando é fraca e por a saborearmos quando é totalmente verdadeira.

Por todas as desilusões e sofrimento que já nos fez passar e por todas as alegrias e felicidade que nos fez vivenciar.

Por todas as vezes que tivemos de desistir dela e por todos os momentos que a tivemos de agarrar para lutar com unhas e dentes!

Pelas vezes que não a soubemos distinguir do amor e pelas vezes que o amor nasceu dela.

À amizade!

Que se revela “certinha” em algumas ocasiões e rebelde quando a queremos assim. Que não nos define como pessoas mas nos torna seres humanos melhores. Que está sempre lá para mais um segredo ou uma cusquice diária. Que nos mantém vivos e apaixonados pela vida mesmo quando o dia é de morrer.

A ela!

Por nos deixar ser quem nós queremos na realidade. Por nos permitir chorar de dor ou de alegria no ombro das mesmas pessoas. Por nos encorajar a lutar por tudo o que desejamos e por saber sempre como nos ajudar a dar a volta por cima quando nos sentimos fracos.

À que nasce connosco e à que vamos conquistando ao longo da vida. À que somos obrigados a abdicar e à que vai desaparecendo aos poucos. À que fica aconteça o que acontecer e à que foge ao mínimo tremor.

Um brinde à amizade verdadeira!

Aquela que está diariamente connosco mesmo que só em pensamento. À que sabe o que nos vai na alma mesmo sem dizermos uma única palavra. À que nos conhece melhor que os nossos próprios pais.

Um brinde à “amizade” fraca!

A que nos magoa durante tempos infinitos e que termina da pior maneira. A que nos falha quando mais precisamos e nem damos por isso. A que brinca connosco para depois nos abandonar… A que nós com o tempo superamos. A que é corada com a amizade real.

Enfim…
Um brinde à AMIZADE, a palavra mais forte do dicionário e que nem sempre o significado é lido e interpretado corretamente.

Um brinde a ela, que por não ser tarefa fácil a torna tão única e insubstituível.

PORSara Cibrão
Partilhar é cuidar!

PELA WEB

Loading...