Breve Reflexão Sobre A Nostalgia…

Sempre disse que tu conquistaste um lugar especial no meu coração, que ter-te-ia sempre um carinho especial, mesmo que não nos falássemos, mesmo que ambos desviássemos o olhar cada vez que nos cruzássemos. Eu sempre disse isso, porém, nessa altura, eu não acreditava tanto nisso, pelo menos, não a longo prazo.

Hoje, acredito. Sei que é verdade. Passe o tempo que passar, não há quem te roube o lugar no meu coração. Não sei nada de ti e tu nada de mim sabes. Mesmo desencontrados, desejo encontrar-te. Tenho saudades de te ver, mesmo sabendo que não posso gostar de ti como devia, ou podia, ter gostado na altura certa.

Tu seguiste com a tua vida, e não é que eu não tenha seguido com a minha, é só que, às vezes, lembro-me de ti e sinto saudades. Será normal, passado tanto tempo?

Não sei, mas acho que não. Mas é normal. É normal que não seja normal porque o que houve connosco também foi tudo menos normal.

Eu não acreditava quando dizia que ia sentir saudades tuas durante toda a minha vida, no entanto, começo a acreditar. Não pretendia isto quando tomei as atitudes que tive. Que ironia. Fiz tudo ao contrário daquilo que queria. E agora, tenho tudo ao contrário daquilo que queria. Porque, é triste de admitir, mas talvez, no fundo dos meus desejos, eu te queira a ti.

PORCátia Cardoso
Partilhar é cuidar!