Baseado em afetos reais!

Vais começar a ler isto, e vais pensar “isto foi escrito para mim”. Bem, por acaso foi…

E se agora me ligasses? E se hoje de madrugada mandasses-me uma mensagem ? Que ia ser de nós? E se fosse eu? E se eu te ligasse agora a dizer o quanto te amo? E se eu acordasse de madrugada e te mandasse uma mensagem a dizer que tenho saudades tuas ? Ias me responder? O sentimento seria reciproco ?

Se o futuro não nos traísse como é que teria sido?

Sabes, se tu fizesses isso, eu não sei como reagia. Eu amo-te. Prometo que te amo. Mas não sei se voltava. Sim, agora estas a perguntar a ti mesmo “mas eu não te fazia feliz?”. Eu respondo te. Sim fazias, mas como é que uma pessoa consegue ser feliz se chora mais vezes do que sorri? Como é que eu podia ser feliz se todos os dias nos chateavamos?

É confuso não é? Amar-te, sentir-me bem contigo, sentir-me sortuda, mas ao mesmo tempo, sentir-me sozinha, sentir-me vulnerável, sem importância.

Eu sei que me amas. Mas amar não chega.

Nem sei se devo desistir ou se será importante insistir mais uma vez. Ou duas. Ou as que forem precisas. Nem sempre sou capaz de decidir entre esquecer ou querer. Vou optar por te amar em segredo para que possas seguir a tua vida.

És feliz? Espero que sim. Foi tudo o que eu sempre quis.

P.S: Amo-te.

PORS'L
Partilhar é cuidar!

PELA WEB

Loading...