Até hoje…A pior das despedidas!

Sei que não foste embora por querer, não tiveste opção, eu compreendi, a vida às vezes é tão madrasta que nos faz acreditar que temos tempo para tudo e mais alguma coisa, mas vamos a ver e o tempo é escasso, foge tão depressa por entre os dedos que nem sequer nos dá mínima hipótese de o agarrar!

Ficou tanto por ser dito que hoje a consciência vive horrorizada ao saber que o que não foi dito, jamais poderá um dia vir a ser! É uma triste realidade que a vida me quer fazer aceitar, mas eu, recuso-me aceitar, eu recuso-me a sofrer com essa ausência que a vida me tenta obrigar a sentir de ti, eu não sou nem quero ser capaz de aceitar esta distância, é uma sensação de impotência tremenda com a qual eu não consigo lidar, simplesmente não sou capaz, nem estou disposto a tentar ser!

Podiam pedir-me praticamente tudo nesta vida, menos para que tu fosses embora, e foi isso que mesmo sem pedir, a vida me ofereceu! Maldito sentimento de impotência que me assombra ao saber que nada sou capaz de fazer para que voltes, para que de novo te possa ter na minha vida, sempre fui uma pessoa de armas e pronta para a luta, mas hoje, sou nada mais, nada menos, do que um ser humano coberto de tristes emoções, magoado com a vida, afundado na saudade!

PORAndré Oliveira
Partilhar é cuidar!

PELA WEB

Loading...