Às vezes é preciso perder para dar valor…

Era uma vez uma rapariga, simples, bonita, simpática, tímida, que não se valorizava muito, nunca tinha tido grandes namoros, e ainda acreditava no verdadeiro amor.

Ele era lindo, um pouco mulherengo, que com uma boa conversa conseguia tudo o que queria, o típico rapaz conquistador que encanta e fascina todas as raparigas.

Um dia eles conheceram-se, começaram a trocar mensagens nas redes sociais, e depois por telemóvel. Mais tarde acabaram  por se encontrar, deram-se super bem, e começaram a estar mais tempo e mais vezes juntos, e ela acabou por se apaixonar e por confiar nele, e em tudo o que ele era quando estava com ela.

Mas nem tudo era o que parecia ser, tudo o que ela falava, ele nem ouvia, todas as vezes que ele a magoava e ela sofria ele nem ligava,  todas as vezes que ele mentia e inventava desculpas ela acreditava. Ela sorria para ele, ele pelo contrario ria-se dela, ele só queria avançar e ela tinha medo de se entregar, ela queria um relacionamento sério, um namoro de verdade, mas ele apenas só se queria divertir. Ela acreditava em tudo o que ele dizia,  e ele dizia o mesmo para todas as outras meninas, ela queria-o para sempre, mas ele apenas a queria por um momento, ela só o queria assumir para toda a gente ver, ele não queria deitar tudo a perder. Ela dizia o que sentia, e que o amava, e ele apenas sorria, respondia da boca para fora e humilhava-a, ela só procurava o seu príncipe, e ele só procurava a próxima, ela contentava-se pelo sentimento, e pelos momentos de felicidade, mas ele só queria e pensava na quantidade.

Um dia ele cansou-se, e acabou tudo com ela.

Ela esperou por ele e ele nunca mais voltou, depois ela sofreu e chorou e cresceu.

Ele não sabia que a vida dá muitas voltas e que quando menos esperamos ela prega-nos uma partida, a rapariga que ele tinha conhecido aprendeu a se valorizar, e ele tinha acabado por descobrir que ela era a única, enquanto que ele já tinha descoberto que ele era apenas só mais um. Ele tentou fazer tudo para a voltar a ter, enquanto que ela só lhe pedia para a esquecer, e para tentar ser feliz, pois ela já tinha encontrado o príncipe que sempre quis.

E assim eles aprenderam que é preciso perder para dar valor, e perceberam que um dia perderam a lua enquanto contavam as estrelas, eles aprenderam que é preciso chorar para aprender a amar, que têm de se amar primeiro para alguém os amar verdadeiramente por tudo aquilo que são, aprenderam que têm de acreditar que vão ser felizes com a pessoa com quem estão ou com outra qualquer,aprenderam que ser feliz vale a pena apesar de ter de vencer algumas barreiras, receios e dificuldades.

Porque todos irão sofrer um dia, para saber o verdadeiro sentido da felicidade.

PORJoana G.Torres
Partilhar é cuidar!