Quando eu era criança, as únicas coisas que mudavam eram as estações…

Quando eu era criança, as únicas coisas que mudavam eram as estações. Hoje, percebo que mudar vai além da chuva inesperada de Abril ou as folhas secas do outono em Dezembro.

A mudança tem sinónimo diferente quando se cresce, já não mudamos somente de casa, cidade, bairro, país ou simplesmente de sol pra chuva. Essa mudança da qual me refiro requer discernimento do certo e errado, exige a abolição de hábitos, exige maturidade. Ninguém dispõe dessa maturidade, na verdade, a maturidade nunca chegará até nós,  porque somos falhos.

Podemos melhorar, sim, mas isso leva tempo, veja só: você guarda todas as suas lembranças da infância, carrega consigo toda aquela inocência, mas, você não é o mesmo de antes e algo mudou. Talvez seja seus pensamentos, atitudes, opiniões, posições, jeito, modos, manias, amizades até.

Agora te pergunto: Quando foi que você percebeu a sua mudança? Não me responda, é inquestionável.

Apenas diga para si mesmo que hoje você é melhor que ontem, não porque você é maduro o suficiente, mas porque sua visão de mundo mudou e você pode opinar sobre ele.