As pessoas andam tão ocupadas…. Perdão!

As pessoas andam tão ocupadas. Hoje têm que estudar, amanhã também e durante o próximo mês a mesma coisa. E o trabalho? Ninguém sabe o trabalho que há por fazer e o dia só tem 24 horas. Ontem passaram mal a noite e prevêem que com o estado com que se encontram hoje, amanhã ainda não estarão melhores, e a dor de cabeça aumenta só de pensarem no tanto que têm para fazer. Para amanhã já combinaram coisas e como ontem estiveram com outras pessoas (por mero acaso, nem eram para estar, mas como moram longe, não quiseram perder a oportunidade) para a semana vão estar super atarefadas a compensar o tempo perdido, por isso será mais um encontro adiado (ou evitado) por mais um dia, uma semana e um mês.

Vão-se adiando planos com aqueles de quem se diz que se gosta, por entre o desenrolar de tanto estudo, trabalho, dores de cabeça, encontros imprevisíveis (mas indispensáveis) e tantas outras coisas que nos tempos de hoje ocupam as pessoas de amanhã. Como podem dizer que gostam tanto assim de alguém se não existem esforços verificados, se não existe a delicadeza de cuidar os laços que criam e se não existe tempo para se partilhar a vida?

Bem sabemos que não é assim, ou temos de fingir que sabemos, porque há 5 anos atrás estas pessoas tiveram determinadas ações e isso é o mais importante. Importante? Falaram em importante? A mim essa palavra identifica-se com o presente preparando o futuro para que o passado seja não só antigo mas também recente.
Quem sabe, se num destes dias, aquele encontro adiado por mais um dia, uma semana e um mês, não fica adiado para uma outra vida …
As pessoas andam tão ocupadas…. Perdão!
As pessoas dizem-se ocupadas.