As palavras ditas por apenas uma noite…

Custa lembrar-me da noite em que tudo aconteceu, mas por mais que tente esquecer só consigo relembrar o momento imensamente, e quanto mais tento esquecer mais o momento renasce na minha memória como se fosse um fantasma na escuridão.

Lembro-me da maneira como chegaste bem perto do meu ouvido, e sem ainda nada ouvir já estava arrepiada por inteiro, e de seguida ouvi a tua vez dizer ‘apaga já o cigarro e abraça-te a mim’, e como um cão obedece ao seu dono eu obedeci-te.

Abraçados por debaixo de um céu estrelado, acompanhados com amigos mas sozinhos no momento tu pegaste na minha mãe colocaste-a gentilmente sobre os teus ombros e celeste este teu carinho entrelaçado as tuas mãos nas minhas e selando este momento, que eu pensava de ser de puro amor, com beijos ternurentos nas mesmas mãos que eu pensava serem feitas para encaixarem nas tuas…

Perguntei-te porque tinhas as mãos tão geladas e enquanto aperta  a tua outra mão que me envolvida num abraço caloroso ouvi te dizer, rapariga mãos frias coração quente e por momentos o meu coração parou e eu derretia com os teus lábios encostados na minha cara que agora também estava gelada e no fim de palavras lindas soltas no meio de músicas cantadas ao som de uma guitarra a noite acabou.

Os próximos dias foram uma loucura dentro de mim, nunca antes me sentira assim até ao momento em que te vi com outra e percebi que já não consigo viver sem ti.

No entanto perdi-me nas emoções e quando te tentava falar as únicas palavras que ouvia eram as mesmas que não queria ouvir e a única coisa que dizias era o que mais me fazia sofrer, ‘é melhor esquecer’…

Sinto-me estúpida por ainda acreditar que possamos voltar aquela noite em que ainda não falavas com ela e as tuas mãos ainda gelavam por mim que te aquecia o coração e acreditar que ainda vou ouvir as palavras ditas por apenas uma noite.

PORAnónimaAF
Partilhar é cuidar!

RELACIONADOS




PELA WEB

Loading...