Arrependimentos de um passado sem ti

Estou parada no tempo, no tempo que era nosso e te tinha todos os dias ao meu lado, bem juntinho a mim, não consigo parar de reviver o passado onde tu vivias em mim e eu em ti, não consigo pensar na minha vida sem a tua presença nela, não consigo e principalmente não quero.

Sei que avanças-te, sei que te perdi e que já não vale a pena eu sofrer, mas não consigo imaginar uma vida sem ti, sem o teu sorriso e a tua voz, sem o teu toque e o teu cheiro, não consigo sentir-me completa sem ti, eras uma grande parte de mim, uma parte essencial, a última peça do puzzle e sem ti eu simplesmente não estou completa, perdi-te para sempre talvez, mas não consigo deixar de pensar se esse “para sempre” não passa de um talvez e que vais voltar para mim, onde sempre pertences-te.

Imagino-te ainda aqui ao meu lado, a maneira como me tocavas e me fazias arrepiar, a maneira que me olhavas e me fazias sorrir, imagino-te em todos os lugares por onde passo, imagino-te antes de ir dormir que ainda me amas e que vais voltar para mim, que vamos ter uma vivenda nos subúrbios da cidade ou um apartamento recente no meio dela,  imagino centenas de possibilidades para o nosso futuro e estás sempre presente nelas, por muito que eu queira elas sem ti não fazem sentido.

Sei que eu errei em te ter deixado ir, e arrependo-me hoje quando sonho acordada contigo e arrependo-me de ser apenas um sonho e não uma realidade, sei que é tarde demais para construir uma vida cheia de pontas soltas que eu não as soube atar, mas quero que saibas que tudo o que me deste está em mim nos meus sonhos mais presentes, no meu coração mais cheio por te ter tido na minha vida, estou parada no tempo porque imaginar-te na minha vida é sempre melhor que viver uma vida sem ti.

Até um dia Talvez

PORDaniela Lopes
Partilhar é cuidar!

PELA WEB

Loading...