Para todos aqueles que são grandes!

Grandes homens e grandes mulheres.

Um dia alguém mandou a gente do seu país emigrar, mas quem devia fazer isso era essa pessoa, devia emigrar sozinho sem ninguém da sua família para o apoiar e ir para um país que não conhece e lutar pela vida como muitos lutam longe do seu país e das suas famílias, falar é fácil, eu só queria era ver atitudes.

Governar um país até pode não ser fácil, mas não deve ser tão difícil quanto deixar tudo para trás e ir para outros países longe do nosso lutar pela própria vida e também pela vida da sua família, não deve ser tão difícil como afastar famílias, mães e esposas que sofrem a ver os seus filhos e maridos partir para longe dos seus braços sem nada poderem fazer, não deve ser tão difícil como ver filhos , irmãos, netos, e sobrinhos crescerem a distância sem poderem estar mais perto e mais presentes na vida deles porque o seu país não teve condições de não os deixar partir.

Não deve ser tão difícil como esperar um ano todo por um só mês para fazer uma longa viagem e voltar ao seu cantinho, não deve ser tão difícil como “matar” saudades e ter conversas por um computador quando o maior desejo era entrar pelo computador a dentro e estar ao lado dos que lhes são mais queridos sem nunca os ter de abandonar.

Essa pessoa até pode ser grande, mas não é um homem de H grande ou de uma mulher de M grande como todos aqueles que são emigrantes e imigrantes que são obrigados a lutar pela vida longe das suas casas, das suas terras e dos seus países, que são obrigados a trabalhar de manhã à noite e passar sacrifícios sem se poderem queixar, que são obrigados a fazerem-se de fortes e a pensar positivo quando chega a hora da partida.

A todos esses Homens e Mulheres de letra grande eu desejo a maior sorte, felicidade e força do mundo para mais estes meses de luta, e dou os meus parabéns pelas pessoas de força, garra e coragem que vocês são, vocês são motivo de orgulho, vocês são mesmo muito grandes! Tenho dito.