Aos meus ex-“amigos”!

Nunca fui rapariga de muitos amigos, sei lá acho que o meu jeito de ser não agradava muito, ou secalhar até era eu que não me esforçava por fazer amizades.

mas quando somos mais novos, a nossa preocupação é ter muitos amigos.

Só quando crescemos vemos que o mais importante é a qualidade e não a quantidade.

Ao longo dos anos ainda tive um bom grupinho de amigos, mas com o tempo cada um foi para seu lado e ficaram apenas 3 ou 4 dessas amizades, ficaram aqueles que achava que seriam os primeiros a ir embora, isso quer dizer muito não?

Sim, apesar de não ser de muitas amizades, ainda tive N melhores amigas e hoje são meras desconhecidas. E agora pergunto, que raio de conceito tinha eu de melhor amiga? Melhores amigas essas que escolheram afastar-se sem mais nem menos? É triste, mas é a realidade.

Amigos do tempo de escola, será que há muitos desses? Secalhar vão dizer que têm imensos amigos desses, mas quantos são realmente amigos? Quantos estão dia após dia ao vosso lado? Sei que não precisam estar mesmo ao vosso lado, mas precisam estar quando são precisos. Que não tenham duas caras, que pela frente seja sorrisos e por trás sejam facadas. Que não vão por ditos e mexericos.

E então, depois de eu dizer isto, ainda são muitos os amigos de longa data? Se sim, parabéns.

Entretanto numa fase mais adulta entraram novas pessoas na minha vida, e essas sim estão ano após ano a meu lado.. E é tão bom saber com quem contar.

Conto pelos dedos das mãos essas pessoas, mas pelo menos sei que essas não me vão falhar, como sei? Pelas atitudes! Porque as pessoas não são o que dizem, são o que fazem. Não adianta dizer vamos ver se combinamos algo, o que importa é aparecerem para fazermos algo juntos. Assim como não adianta dizer que tem saudades, e passado um mês nem uma mensagem enviada a perguntar se está tudo bem.

Nós queremos ao nosso lado é aquelas pessoas que aparecem; que mandam mensagem; que ligam; que se preocupam; que nos dão apoio; que fazem as maiores loucuras connosco e que principalmente não vão embora..

Estas pessoas sim é que valem a pena, elas é que são os tais verdadeiros amigos.

Hoje percebo que há amigos e conhecidos; e conhecidos tenho tantos, mas amigos tenho tão poucos, mas são tão bons.

Aos meus  ex-“amigos”, obrigado por me mostrarem que não valiam a pena, e obrigado por terem saído da minha vida, e terem dado espaço para novas pessoas estarem ao meu lado; pessoas que realmente podem e devem ser chamados de amigos, é que agora sim eu sei o conceito de amizade, e vocês estiveram longe mas mesmo longe de um dia poderem ser considerados como tal.


PELA WEB

Loading...