Amor imperfeito!!!

Ao homem que se apaixonou por mim e decidiu amar-me todos os dias.

Não eras o mais querido do mundo, desgastado de meios amores e inibido pelo medo de falhar novamente no amor.

Mas agora és doce quando os meus lábios amargam, e quente quando as minhas mãos estão gélidas, fazes questão de ser o amanhecer de cada pesadelo.

Não imagino o quanto difícil deve ser amar-me todos os dias. Amar-me quando não falo, quando fico imóvel fixada na escuridão, quando estou frágil e quando me armo em soldadinho. Que desanimo devo dar quando tentas perceber o que se passa e eu nem capaz sou de responder.

Não sei a dor que é segurar-me perdida de mim e não saber o que fazer. Como deve ser difícil ser positivo quando tudo o que vejo está a preto e branco. Tu que te desorientas com o meu desespero e procuras o norte guiando-me pela mão.

És tão teimoso bolas, mas quando te dou a razão, não a queres guardar mais para ti. Preferes partilha-la comigo e deitar-te a meu lado, afagando-me o cabelo até adormecer. Instintivamente o meu corpo procura o teu, o teu calor conforta-me e acabamos acondicionados numa dança de mimos, num desgaste de energia até à exaustão, e o fim anunciado num beijo ternurento e demorado.

Não és o modelo dos romances que leio, nem sequer o rascunho. És a realidade de que o amor é imperfeito e requer trabalho a tempo inteiro, és a primavera no inverno que me gela o ser, és a esperança de um despertar de noites sem fim.

És a voz que desperta a doce e inocente jovem que mora em mim e que encontra tranquilidade nas pequenas coisas, amor nos gestos mais simples e paz no teu abraço. Obrigado por aprenderes a dançar na chuva.

PORMaggie
FONTEDayDreaming
Partilhar é cuidar!