Ao meu amigo colorido, dedico-lhe


Ah meu bem, com toda certeza eu precisava falar sobre você. Namorados? Não, longe disso. Namoro não é algo que está em meus planos agora. Simplesmente uma amizade com bastante prazer, isso que nós somos, amigos. Porém, amigos coloridos.

Amo os seus beijos, amo o jeito que você tira minha roupa, amo o jeito que você me chama, amo sua voz, amo seu jeito de ser, mas somos apenas amigos. Sei que também pensas assim de mim, até porque você disse que não iria deixar suas festas de lado para viver um grande amor e sabes, eu concordo com você. Namorar é para casar e não ficar perdendo tempo com pessoas que não lhe acrescentam em nada. Caro leitor, carregue essa última frase para sua vida.

Na falta do amor busquei o prazer, e encontrei você, dizer que não sinto nada seria falsidade, você se transformou em uma paixão de primavera, percebi isso quando comecei a sentir saudades de você, eu fechava os olhos e me lembrava de seu perfume, sentia falta do seu colo, de você passando a mão em meus cabelos, de seus olhos lindos, do seu corpo que se encaixa perfeitamente no meu, em suas mãos quando passa pelo meu corpo, eu amo seus olhos, seus cabelo … Amo curti cada pedaço de você. Saudades de cada noite que passei em seus braços.

Você me deixou marcas gigantes, algo que muitas vezes nem o amor e nem um namoro me proporcionou, mas você me levou ao céu e me apresentou um novo universo. Amizade melhor que essa? Desconheço.

Espero sempre oportunidades de poder passar uma nova noite com você, não estou falando apenas de sexo e prazer, estou falando de quando passava embalada em seus braços, de mãos dadas olhando a lua, em uma noite qualquer. E ali relembrávamos nossa história, partilhávamos dela, demos risadas, falamos de episódios tristes, alguns dramáticos, mas só de ser você minha companhia, já vale a pena. Cada momento, cada toque, cada beijo.

Agradeço a todos os beijos, a todas as noites, a todas as mensagens, a todos os beijos na frente de casa, a cada olhar, e não posso negar que parecia uma adolescente bobinha a primeira vez que você pegou em minha mão.

Eis aqui uma mulher, que deixou o amor para mais tarde e resolveu curtir a famosa paixão e de brinde ganhou uma grande amigo.

Ah meu bem, gratidão a ti.