Amo-te

Amo-te como manda o verbo amar.
Amo-te como uma criança na sua inocência, de querer só pegar a tua mão.

Amo-te porque a tua voz transforma o meu dia medonho em um dia ensolarado mesmo que chova.

Amo-te porque os teus olhos reflectem o meu sonho.
Amo-te porque és imperfeito.

Amo-te mesmo odiando, porque sou incapaz de deixar o ódio matar-te em mim.
Amo-te como o abraço que deixei de te dar porque não suporto a distância entre nós.

Amo-te e não sei porquê.
O que tens tu, afinal?


PELA WEB

Loading...