E o amor, não passa de uma ilusão!

Não consigo imaginar uma vida sem a minha rotina de ti. Sem o teu cheiro, sem o teu toque, sem a tua voz, sem o teu colo, sem a tua companhia, sem ti. Por mais que tente inventar uma vida na qual não estejas, a vontade de te prender cá é mais forte que eu. De te ter por perto.

Sei que foram mais de muitas as oportunidades que tive para implorar que ficasses e para te dizer que realmente é de amor que se trata e que a nossa história está só agora prestes a começar.

Em parte, sei que a culpa foi minha, não soube como te dizer o que em meia dúzia de letras era capaz de ser suficiente. Não soube como te dizer que a melhor forma de vida era eu. Que só o meu amor é capaz de mover essas montanhas que nos separam.

Mas a verdade é que não quero fazer da minha vida um vai e vêm constante entre fronteiras, no entanto, dar-me ao luxo de te ver virar costas ao que pode ser o teu futuro é inquietante.

Peço desculpa desde já por não conseguir prometer mundo e meio de felicidade, uma casa, família e cão. O mais que te posso dar é a certeza de que farei de tudo por mim, e especialmente por nós.

Interpretei o papel de burra em ter ficado por meias palavras quando podia ter seguido em rumo ao teu coração, quando podia ter ido directamente à questão ao invés de te deixar a tentar preencher um espaço que só juntos somos capazes de unir.

O meu problema sempre foi não ser boa com sentimentos, ou pelo menos, em lidar com eles. De perto, sei que as portas para a felicidade não tardarão a fechar-se, e entre tantas oportunidades desperdiçadas, perder-te não pode ser mais uma.

E mesmo sabendo que o fim está quase tão próximo como o início, desafiei-me a aventurar-me em ti, a mergulhar no que deveria de ser uma história com data para terminar.

A pior parte de se estar apaixonado é que até a mais bela história de amor é baseada em ilusões.

PORRachel Stefan
Partilhar é cuidar!

PELA WEB

Loading...