Amor é…

Como é possível? Desculpem-me a minha velhice, desculpem-se de todos os meus pensamentos retrógrados e sem vontade de evolução, mas como é possível?

Amor? Isso não é amor, não existem amores, não no plural, não existem nem vão existir nunca, muito menos quando sabes que futuros virão.

Borboletas na barriga não significam amor, cumplicidade e bem-estar não significam amor, um “amo-te”, não é de todo uma forma de se dizer que se ama.

Como pode ser um “amo-te” sincero se já o disseste antes, a outra pessoa, com a mesma vontade e veracidade. O que significa isso, a não ser que um futuro parceiro virá?
Não sou ninguém para falar, muito menos sou a pessoa mais indicada, mas esta é a minha noção de diversão, não de amor.

Amor não são as borboletas na barriga quando o vês, não é um nó no estômago quando recebes uma mensagem. Isso é excitação! Claro que também faz parte, mas não é o sentimento maior que cabe em nós. A verdade é que este sentimento é mais complexo e não tão feliz quanto se diz, não menosprezando toda a felicidade e coragem que nos dá para viver.

Amor é quando colocas a vida de outro ao patamar da tua, nunca mais importante, nunca menos. Amor é sentir dor quando ele está mal, esta dor acaba até por ser física, mas mesmo assim oculta e disfarçada pela vontade de ajudar. Amor é sentires que não precisas dele para viver, mas que ainda bem que o tens contigo, pois nem consegues imaginar alguém no lugar dele.

Amor é um silêncio confortável, um odeio-te sincero e uma reprimenda que te sabe bem ouvir. Não é só “como foi o teu dia?”, não é teres um jantar romântico como surpresa, isso são gestos carinhosos que podem, ou não, fazer parte do amor.

Amor é tanto! É vontade de ir para casa e vontade de fugir dela, é discussão e são as pazes, é dar uma mão para puxar e levar a vida para a frente e não só para passear na rua. Mais uma vez, amor é… Amor é saberes que ela acorda horrível, mas que tu até nesse momento a achas linda, amor é isso mesmo, a beleza de alguém ser tão grande que passa a ser a sua beleza física. Amor é sexo, suor e lágrimas! Amor é um abraço que ninguém iguala.

Amor é uma merda, amor é a melhor coisa da vida. Eu prefiro acreditar que só existe um.

Muito amor ! ! !


PELA WEB

Loading...