Amor da minha vida!

Vejo em ti o amor da minha vida. É no brilho dos teus olhos que encontro a minha essência, é nesse teu sorriso tão próprio que encontra a razão do meu.

Há perdas que são verdadeiros ganhos e é bem verdade. Se não tivesse passado o que passei, perdido o que perdi, os nossos caminhos provavelmente não se teriam cruzado e tu não serias agora o meu grande amor. Na verdade não perdi nada, só ganhei.

Tive a sorte de te teres atravessado no meu trilho, mais sorte ainda de teres vindo para ficar e teres vindo marcar a minha vida de forma tão intensa.

Hoje eu sinto-me feliz. Pouco importa se amanhã continuarei feliz, não importa se amanhã acordares e não me amares mais pois vivo na certeza de que enquanto me amaste tudo foi sincero e intenso, não dá para fingir a entrega de corpo e alma da forma como te entregaste a mim, não dá para tentar forçar aqueles nossos beijos carregados de amor e paixão, arriscaria-me a dizer até, carregados de desejo. E são essas coisas banais mas tão nossas, que não dão para fingir, que me fazem feliz, que me fazem esperar que amanhã acordes e ao contrário da ideia de já não me amares, me ames AINDA mais…

Se sonho contigo acordada? Sonho. Se idealizo um futuro contigo? Sim. Mas também, de uma romântica incurável como eu, não se poderia esperar outra coisa. Dás-me o bem-estar e felicidade necessários para que eu me sinta tentada a desejar uma vida a teu lado, esse teu lado meio torto de demonstrar o teu amor é o que mais me apaixona e cada vez mais. Trazes-me aquela sensação de tranquilidade na alma e de coração cheio que preciso para me sentir feliz, contigo sinto-me como se uma aura de carinho e proteção me abrangesse, contigo sinto-me completa, completamente apaixonada, completamente feliz…

Vejo em ti o amor da minha vida porque vejo em ti uma vida repleta de amor.