Amo… Amo-te!

Amo, todas aqueles dias, aquelas horas que passamos juntos, em que mesmo sem nos tocarmos eu sentia-te , eu sentia o teu toque. Era como se nos tocássemos pelo olhar. Aquele olhar que só tu o tens, o único que mexe comigo e tu sabes disso.

Amo, aquele teu sorrisinho genuíno , e não falo daquele que dás quando achas alguma coisa engraçada. Mas sim aquele atrevido que davas toda a vez que me querias provocar. Tu sabes que provocava. Amo, aquele teu brilho nos olhos quando falas da tua paixão. A tua paixão pelos outros, pela natureza, pelo mundo. Esse brilho que sempre me faz sorrir, não aquele sorriso normal, mas sim aquele sorriso do olhar. E tu já o viste. Sabes bem do que falo. Amo, o jeito como te entregas ás coisas. O jeito como te entregas á vida. É como se vendesses a tua alma ao mundo. Sem te importares com o que lhe possa acontecer. Sem medos ou receios. E eu admiro imenso essa tua entrega. Tu sabes que sim.

E por fim, mas não menos importante.

Eu amo, amo mesmo esse teu jeito de amar tão intenso, tão profundo, tão sincero. Amo poder ser sincera e dizer-te sem medos , sem receios, que te amo.

PORA imperfeita
Partilhar é cuidar!

PELA WEB

Loading...