Quando amas tudo muda…

Quando és solteira tens os teus ideais…

Não gostas de partilhar a cama, bom é dormir sozinha e esticada sem um ressonar a incomodar ou um mexer agitado que não te deixa adormecer.

Não queres ter de dar justificações sobre a tua vida a ninguém, era só o que faltava ter de mandar uma mensagem de 5 em 5 minutos e dizer o que estou a fazer e com quem só porque parece mal ele não saber por onde ando.

Não tens de te preocupar com aquelas datas lamechas que são supostamente importantes, poupas dinheiro e não te queixas disso, afinal podes gastar todo esse dinheiro nas tuas compras magníficas…sejas elas roupa calçado ou acessórios.

Sais à noite, bebes, tens os teus amigos ao teu lado para as maiores parvoíces conjuntas, precisas mais de quem? Estás tão bem assim – sozinha – até dizes às tuas amigas “A partir deste momento não quero saber mais de rapazes! Desisto!”

E do nada aquela pessoa aparece. Não estavas à espera e ele chegou para entrar na tua vida e ocupar o teu coração.

Chega, fica e tu nunca mais queres que vá embora.

Começas a mudar…já não consegues adormecer sozinha, sentes a cama vazia e nem um monte de almofadas substitui a presença dele.

As ditas “justificações” tornam-se rotina. Não é uma obrigação é uma vontade de manteres a pessoa que amas informada sobre a tua vida.

Certas datas ganham uma importância fora do normal. O dia dos namorados, o aniversário dele, o vosso aniversário de namoro…todos estes dias são um pretexto para mais uma tonelada de mimos e presentes, como tudo isto sabe bem.

As saídas à noite deixam de ter a mesmo importância se fores sem ele. Não que já não te saibas divertir só com amigos mas ele não te vai sair do pensamento a noite toda e isso vai fazer com que te divirtas menos.

Dizeres que não precisas de ninguém na tua vida não faz com que realmente essa pessoa não apareça…quanto menos se espera mais depressa ela surge. Surge do nada e já não consegues dizer que não. Atinge-te o coração e permanece o resto da vida.

Tudo o que pensaste até então desapareceu…

Sentes-te diferente por isso? Não…as pessoas continuam as mesmas, a intensidade como vivem as coisas é que muda. O gelo derreteu, agora és tu mesma com o amor a invadir-te o coração a cada instante.

Que bom que é levar a vida assim, apaixonada e feliz.

E o quão parvas parecem agora, todas as ideias malucas que existiam na tua mente em solteira. Existiam, é um facto. Ri-te agora delas ao lado do amor da tua vida.

PORSara Cibrão
Partilhar é cuidar!

RELACIONADOS




PELA WEB

Loading...