Alguém invisível no teu Mundo


Normalmente as pessoas pensam que sabem tudo o que se passa à sua volta…
Mas nem sempre é assim…

Tu não vês… O quanto gosto de ti;
Eu adoro os teus olhos, quando alguém olha de longe não se apercebe o quão escuros e brilhantes são, são um castanho intenso como se escondessem algo obscuro por trás. Gosto do teu sorriso, já que não consigo vê-lo muitas vezes, fascina-me sempre que o vejo, as tuas gargalhadas fazem sempre aparecer um sorriso no meu rosto. A tua voz pode, por vezes, parecer fria, mas considero-a tão confortável… não é como aquelas vozes ocas, irritantes e infantis, é uma voz calmante, cheia de vida e madura.

A tua maneira de ser intriga-me e quero saber mais sobre ti, os teus gostos, os teus desejos. Gostava até de saber que tipo de rapariga gostas, qual a característica que mais gostas numa, o que observas primeiramente.

Quero saber a tua história, que se esconde por trás desse pilar, o que viste, o que te fez ser assim?!

Fico tão feliz por te poder ver todos os dias, devo admitir que adoro a tua aparência, a tua altura, a forma como te vestes (“simples e eficaz”), considero-te bastante bonito até…

Contudo, para além de termos alguns gostos em comum, como algumas músicas e jogos, não há mais nada… não te conheço muito bem, isto é, não te conheço de todo quase, mas mesmo assim reparei em ti e apaixonei-me, reparei em ti logo quando te vi pela primeira vez, tentei evitar-te ao máximo mas acabei por cair na ratoeira…

Estou sempre a reparar em ti, como é óbvio, mesmo que seja sem querer, mesmo que não queira, os meus olhos seguem-te…

Mas tu a mim não me vês, sou invisível e mesmo que me vejas, não sou importante, então não te interessas…

Gostava ter uma conversa normal contigo, tentei tantas vezes mas nunca consegui, vejo que às vezes como os outros conseguem conversar contigo mas eu não, nessas situações sinto-me inferiorizada…

Recentemente consegui aproximar a nossa amizade e no final estraguei tudo, tive medo… No ano passado quando tentei fazer amigos, conhecer novas pessoas, dar o primeiro passo (pela primeira vez), fui ridicularizada e gozada que até tenho medo de falar… E por causa disso afastei-te, magoei-te, desculpa. Estou a tentar remediar as coisas, mas não consigo, não sou forte o suficiente para isso…

Quero falar contigo, pedir desculpa pessoalmente, mas não consigo, tenho medo…
Gostava que quando falasses comigo sorrisses como ‘’antigamente’’… isto é… gostava de poder voltar a falar contigo…

Gostava de poder abraçar-te e sentir-me protegida…
Gostava de poder finalmente sentir-me desejada e não rejeitada…

Eu sei que não sou bonita ou minimamente atrativa, mas sei o que sinto e posso garantir que são sentimentos muito fortes, já tentei desistir mil e uma vezes, mas não dá, estou apaixonada e por acaso odeio isso, não consigo evitar, mas até que odeio, pois desde que me apaixonei, derramei muitas lágrimas por saber que não existo para ti, sou ninguém, só de pensar que podes estar interessado em outra pessoa… Não consigo respirar… Bolas, o amor é f*dido…

RECOMENDAMOS