Ainda te amo!

8 Anos. 8 Anos passados sem te ver, sem te tocar, sem me sentir como nos sentíamos. 8 Anos ainda a amar-te e tu tão longe de quem sou, de quem, um dia, eu fui.

É preciso ser preciso e eu só preciso de ti todos os dias ao início da manhã para saber que vale a pena acordar; todos os dias ao final da tarde para saber que vale a pena tanto esperar para te olhar; todos os dias durante toda a noite para saber que vale a pena todo o dia longe de ti para te ter toda a noite para mim. Faltas-me.

Ensina-me a encontrar o que perdi à 8 Anos, mostra-me que merecemos todos aqueles beijos, todos aqueles passeios e tudo aquilo que descobrimos.

8 Anos e já deves ter quem te ame menos que eu. Hediondo foi teres sido a minha mulher para depois te ires embora e eu cair num profundo sofrimento e numa imensa saudade. E agora, sem saberes, ainda te amo da mesma forma quando te vi no supermercado, quando te paguei o café, quando prometi fielmente querer-te e quando assinei o que mais temia.

Encontras-te onde? Já não tens o mesmo número de telefone e não sei se estás bem, não sei quantos textos já me escreveste como te escrevi e quantos sonhos já tiveste sem mim como eu nunca tive sem nós.

Amo-te mas não voltes. 8 Anos é muito.

PORMariana F.
Partilhar é cuidar!

PELA WEB

Loading...