Ainda cá moras (…)

Eu parei pra pensar, e não adianta, não adianta eu tentar parar de te amar. Porque talvez isso só venha com o tempo.

Não adianta eu acabar com a esperança que tenho sobre eu e você, porque assim eu me afundaria mas do que eu já me afundei, porque mesmo que no fundo eu saiba que você não está nem ai pra mim, eu te amo. E é isso que me importa. As vezes eu só estou rodeada de gente falsa, que chega pra mim e diz que você falou com ela hoje, mesmo sabendo que você não fala comigo faz meses.

Eu seguro firme, mas as vezes não dá. A mão cansa, as pernas doem e minha cabeça já não aguenta mais nenhuma decepção. Mas eu prometo nunca me esquecer das minhas memórias com você.

Não irei me esquecer de quando você olhava pra mim e eu via amor nos seus olhos. Não vou me esquecer de nenhum abraço, parece impossível, mas eu não me esqueci de nenhum. Nem os mais insignificantes.

Porque mesmo agora você sendo um idiota, você já foi melhor que isso. E mesmo que pareça que não tem mais chance, eu te daria uma. Porque você pode partir meu coração quantas vezes quiser, mas sabendo que a única coisa que cura ele, é o seu amor.  Aquele amor que naquela manhã de julho, no meu aniversário tava tão presente.


PELA WEB

Loading...