Acreditar em Partidos, votar em Pessoas!

Há muito tempo que não escrevia nada. Hoje, porque é dia de direitos e deveres, faço-o, porque posso, porque devo, e porque quero. Aproveitemos os prós da Democracia, já que esta tem mostrado ter tantos contras.

Quando chegamos às urnas, a primeira coisa que fazemos (depois de nos perguntarmos porque é que a esferográfica está presa, e chegarmos à conclusão de que é porque o Sócrates também vota), é ler os nomes dos partidos e ouvi-los soar na nossa cabeça como nomes de pessoas.

Ninguém vota PàF sem votar no Pedro Passos Coelho e no Paulo Portas, assim como ninguém vota PS sem votar no António Costa; é esta a insegurança que leva à abstenção e ao voto em branco de uma série de pessoas que já não sabe no que há de acreditar porque já acreditou demasiado. E por isso, assim sendo, e não confiando cegamente em ninguém, há quem não saiba quem quer a governar, mas tenha a certeza de quem não quer a fazê-lo. 

Parabéns à coligação Portugal à Frente. Quanto aos eleitos Primeiro-Ministro e Vice Primeiro-Ministro, desejo apenas que façam jus à vitória que lhes concedeu quem voltou a confiar no sentido que eles encaram. Espero, sinceramente, que Portugal vá em Frente..

Pelo menos, já não vai de Costas!


PELA WEB

Loading...