A tal rapariga…


É meio atrapalhada em cada situação que ocorre.
Desliza na vida com apenas sorrisos, olhando de longe julgam-na maluca, assim meio fora do comum, quem a conhece tem certeza absoluta!

Seu coração é desleixado, magoa-se sem se aperceber mesmo que saiba que pode vir ser a sua ruína, é um pequeno guerreiro que sobrevive a cada dia.

Pouco quer saber quem gosta ou odeia, desde que os “seus” continuem a seu lado nas suas aventuras, pelo caminho mais uma alma  adopta para a sua jornada, perto dela geralmente se sentem amados mas principalmente respeitados pelo que são.

Os que se juntam pelo caminho começam a fazer parte da sua família.
O seu sorriso meio desengonçado chama as mínimas atenções de quem passa perto da sua presença.

Ser feliz sempre foi e será o lema da sua vida, tem 1001 sonhos por realizar mas prefere ajudar em primeiro lugar os de quem mais ama, mesmo que isso implique o esquecimento dos seus que tanto esperou para os concretizar…Ela não se importa desde que seja leal consigo própria.

A sua bondade é maior qualidade da sua pessoa e personalidade, embora ás vezes seja a sua fraqueza perante os inimigos que tentam aniquilar a sua beleza interior.

Cada batalha que enfrenta, cada dor que superou, cada erro que perdoou, cada lição que aprendeu fez com que conquista-se uma peça diariamente.
O seu puzzle torna-se a sua história.

“Mesmo tendo feitio torto,traz na bagagem o seu coração de manteiga conquistou e ainda conquista as maiores virtudes do ser humano”

A tal rapariga…

RECOMENDAMOS