A gente morre várias vezes durante a vida, mas nasce de novo várias vezes também.

As vezes o cansaço toma até aquilo que de bom a gente tem.

Passei uns bons dias morta, sem sentir, sem conseguir ver perspectiva de futuro. A vida era uma inimiga que me prendia nela mesma, eu só queria escapar dela.

Eu não enxergava mais a poesia, não via mais graça na fotografia, na pintura e não escrevia mais. Desisti das flores, das cores e dos amores.

Eu queria agradecer aquele que me deu um ombro em que encostar minha cabeça pesada. E por todos aqueles que estavam perto, mesmo longe.

Queria agradecer a todos os poetas que me deram tiros de vida quando eu me achava morta.

E para todos aqueles que acham que a vida acabou, por qualquer quer seja o motivo, eu gostaria de dizer que quem diz que só dá pra nascer e morrer uma vez na vida, mente.
A gente morre várias vezes durante a vida, mas nasce de novo várias vezes também.

PORKaren Moura
Partilhar é cuidar!