17 coisas que pessoas com ansiedade gostavam que os seus amigos soubessem.


Cansaço: É impossível não ficar exausta, fisicamente, mentalmente, emocionalmente. Ansiedade cansa.

«A ansiedade nem sempre vem em forma de ataque, às vezes parece apenas que te estás a afogar.»

«Devido à ansiedade, eu analiso tudo e por muito cansativo que isso seja, não consigo simplesmente reprogramar o meu cérebro para deixar de pensar.»

«Quando te disser que não aguento mais, não é apenas uma forma de expressão.»

Decisões: Não dá, simplesmente não dá. É demasiado doloroso pensar em escolher, em tomar qualquer tipo de decisão sem questionar vezes sem conta as minhas escolhas.

«Ansiedade não é uma decisão. Não me cabe a mim decidir se quero ou não que isso me defina.»

«Quando eu não consigo fazer alguma coisa, ninguém fica mais desapontada do que eu. Por favor, tenta entender isso.» (Lindsey Hemphill)

«Qualquer momento que envolva tomar uma decisão pode-se tornar extremamente doloroso.»

Pessoas: As intenções são boas (maior parte das vezes), mas só fazem pior. É o que tenho a dizer.

«Às vezes chego a ser absurdamente crítica e não contigo, mas comigo.»

«Mesmo não parecendo, ajuda muito quando quem me ama, me manda respirar fundo.»

«Por favor não me digas que são só birras minhas. Há coisas que não dão para explicar, mas isso não quer dizer que eu não as sinta.»

Amizades: Somos um fardo para eles, ou melhor dizendo, julgamos ser. Não temos noção da nossa vulnerabilidade, se mal conseguimos lidar connosco quanto mais com outros.

«Quando a ansiedade chegar, vou precisar de ti. Não desistas de mim.»

«Nunca penses que te estou a ignorar, é só que às vezes é impossível fazer planos e pretender que está tudo bem. Não está.»

«E quando me perguntares se estou bem e eu te disser que sim, não leves a mal. Confio em ti, apenas não posso permitir que vejas o quão magoada estou.»

«Quero que saibas que vou estar sempre aqui para ti, à minha maneira, mas estarei.»

Preocupações: Às vezes dou por mim à procura do botão para desligar, é inacreditável o número de coisas com as quais nos preocupamos.

«Às vezes não se trata de ser doente, tola ou birrenta. Às vezes tudo o que eu preciso é de ficar um pouco sozinha e “sacudir a poeira”.»

«Aquilo que para ti pode parecer irracional, pode muito bem-estar a acontecer comigo.»

«A ansiedade às vezes é tão forte que a dor se torna física.»

«Às vezes passo mais tempo preocupada com futuro do que aproveitando o presente.»